Continuando a aproveitar o facto da Patricia estar a fazer um périplo pelos avós, ontem fomos ao cinema novamente. Desta vez ao Alvalaxia para assistir a Colisão (Crash). Gostei. O formato não linear das várias estórias que se entrecruzam formando a acção global do filme permite ver Colisão como um filme diferente. No entanto não consigo deixar de pensar que este poderia ser muito bem um daqueles contos de Natal que passam à tela na devida altura. Tudo está bem quando acaba bem. E é mais adulto do que muitos outros pois há alguns que acabam menos bem (poucos) e outros que terminam tal como começaram: mais ou menos… Se isto é de alguma forma contraditório com o que disse no inicio do post? Que gostei? Não. De maneira alguma. Gostei e muito. Um naipe de actores que normalmente não estarão na ribalta (ou pelo menos pela melhor das razões), uma Sandra Bullock que, mais velha e enrugada, faz muito bem o seu papel, a banda sonora que nos deixa perfeitamente enquadrados na pele de alguem que tenta, fazendo uma viagem curta pelas ruas de LA, definir preconceito e os efeitos deste na vida de cada um e de todos na generalidade. De referir ainda a fotografia que parece ter sido feita de propósito para esta estória. Claro que gostei.

Quem tiver visto o The Ring facilmente identifica o estilo de Aguas Passadas (Dark Water) ou pelo menos rapidamente se irá recordar de já ter visto qualquer coisa do género… O filme não mete medo mas também não me pareceu que fosse essa a ideia. Também não é nada de original ora vejam: Mãe que logo no inicio do filme se vê ter passado as passinhas do Algarve (desculpa doless) quando era filha. Apartamento sombrio. Tudo molhado por culpa do andar de cima onde morava uma menina de quem não se conhece o paradeiro. ‘Tá mais que visto. O espirito não descansa enquanto…

Pois a Jennifer Connelly além de muito bonita (foi o que me pareceu), portou-se muito bem. Acho que esteve bem a fazer o que lhe foi pedido. Talvez não lhe tivessem pedido muito, enfim… Ariel Gade, a filha, esteve igualmente bem. Quem sabe a voltemos a ver. O resto… Bem, quanto ao resto foi filme para passar o tempo.

Nota: Cinema no Cascais Shopping? Penso que tão cedo não me voltam a apanhar por lá… Não deveriamos ter que esperar que alguém da plateia se levante e peça aos seguranças para impôr silêncio na sala… Foi na passada quinta-feira.

… e é mesmo mudança a sério. Aqui @work vamos mudar de localização. No meu caso em particular já é a sexta vez que mudo de edificio desde que vim para o deserto. Desta vez não me chateei mesmo nada. Vou mudar para um onde já estive (apesar de ir para outra ala) e que de todos foi o que mais gostei. Por incrivel que possa parecer, no meio de tanto cinza até se consegue imaginar um espaço mais Zen… Com arvores, plantas várias, lagos e peixinhos… Ai ai…
E ainda nem tinha feito a mudança do ultimo edificio onde estive para aquele onde estou agora (falta de tempo).

A ver vamos.
Este post é feito em hora de almoço, no meio de caixotes e muita fita-cola. A ver vamos se ainda cá posso voltar…