Fomos e já cá estamos. Mais uma vez prometemos que não voltamos às salas da UCI… Detesto cinema sem lugares marcados…
A Ilha (The Island) (não indico o site em Português pois é uma vergonha). Mesmo parecendo uma colagem de histórias já passadas, não deixei de gostar do filme. Há o génio do mal, o caçador que se lembra na hra H do que foi ter sido presa e solta a fera e há até um lobo em pele de cordeiro… Está lá tudo. Parece boa ficção cientifica em que dispensava alguns minutinhos do fim. E há uma cena de centenas de homens e mulheres de branco a olhar o infinito em pleno deserto que… Já agora, a Scarlett Johansson não parece a mesma das revistas e das entregas dos Oscares.

Vou para a cama. São duas e meia da manhã e eu aqui…

FlickrE flickrei-me de vez… Depois de tanto questionar sobre a melhor forma de manter um galeria de fotografias online, acabei no Flickr e ao fim de dois ou três dias a olhar para aquilo com olhos de ver, acabei com uma Pro Account. Paguei. Estou satisfeito. Ao fim e ao cabo, admito, não se tratava somente de exibir as minhas fotos (não sou fotografo profissional nem tão convencido assim da qualidade dos meus “apanhados”). Tinha tudo a ver com interactividade, comunidade e participação. Numa semana já questionei e obtive resposta sobre destinos turisticos, técnicas de fotografia e outros assuntos mais banais. Funciona. Tal como aqui no browserd, já há quem me visite regularmente e comente as imagens… Estou verdadeiramente encantado. Claro que existe sempre o outro lado. As fotos não estão aqui, em casa, junto a mim. Estão longe, do outro lado do mundo, na casa de outro alguem e por vezes podem não querer vir à janela. Paciência. Vamos confiar que não. O Flickr (apesar de beta) é já uma coisa em grande (Yahoo???) e promete ser ainda maior. Por tudo isso e por o que está ainda para vir, flickrei-me!

As entradas estavam deliciosas e muito bem apresentadas. A manteiga com ervas era fresca e saborosa. Não experimentei a salada de polvo mas também tinha muito bom aspecto. O serviço era demorado mas o aviso foi deixado na ementa: Pratos cozinhados na hora. Se quiser a coisa rápida telefone antes a reservar serviço. A posta de cherne foi muito bem servida e o peixe via-se de fresco. A espetada de tamboril pecou pelas partes escolhidas. Rabos não são o mais apreciado no peixe em questão. Nada a apontar ao sabor ou à apresentação. Mas tinha espinhas a mais. A picanha estava mais grossa do que o meu gosto pessoal tem como média mas compensava com o tempero que estava mesmo ao ponto. As mouses de manga da sobremesa tinham bom aspecto mas tenho que me ficar por isso pois não as sei apreciar mas já relativamente ao arroz doce, com passas e pinhões e mais fresco e liquido do que eu alguma vez tinha provado… Adorei. E quero mais.
Para quem não ia ao Seixal há anos, foi um bom regresso com o almoço do restaurante “A Baia”.

Restaurante A Baia
Rua Paiva Coelho, 127
2840 Seixal
Telf. 21 222 48 43
Encerra à Segunda-feira