Fez há bem pouco tempo um ano, que a Câmara Municipal de Lisboa retirou da rua Francisco Sanches o malfadado vidrão, que tanto incomodava e envergonhava não só quem vivia na referida rua mas também todos quantos tinham conhecimento da imundice que em torno do dito vidrão se acumulava. O lixo na rua era mais que muito.

Durante mais de um ano, fotografei quase diariamente o vidrão da Francisco Sanches e o lixo na rua que, principalmente estabelecimentos comerciais, lá deixavam em seu redor, não respeitando qualquer lei nem tão pouco considerando a saúde pública (sim, dias houve em que a situação ganhava jeitos de calamidade).

O vidrão e o lixo na rua desapareceram em Dezembro de 2013 e, durante um ano, tirando pontuais situações, a zona da rua onde o lixo era “depositado” manteve-se limpa.

Mas o lixo na rua voltou.

Chegados a 2015, parece-nos a nós residentes na zona, que é fado, destino nosso, ter lixo na rua novamente. Há formas más de uma rua começar o ano. Esta é uma delas.

Lixo na rua em Lisboa - Pedro Rebelo

Ontem, Domingo, estava assim a frente do Cinema Pathé (prédio entretanto considerado devoluto e que por sua vez também representa alguns riscos mas dos quais falarei uma outra altura).

E sim, pelo que vejo na imagem sou capaz de observar um padrão… Tenho quase a certeza de que não foi a minha vizinha do lado a colocar este lixo na rua…

Esta manhã ao sair de casa, pergunta-me a Susana “Já tiraste uma fotografia a isto?”.

Lixo na rua em Lisboa. Mesmo na porta de casa - Pedro Rebelo

Sim, mesmo ao sair de casa, isto é o que vejo. O lixo na rua tinha aumentado. Agora, não só lá estavam as caixas de arroz, de panelas e de armários mas também tinhamos sacos plásticos de lixo orgânico. E nem sequer se deram ao trabalho de os fechar.

Lixo na rua em Lisboa - Pedro Rebelo

Estou certo que não será difícil a qualquer autoridade identificar a origem deste lixo. Eu, sem grandes demoras, sou capaz de apontar o principal suspeito de imediato. E tenho a certeza de que não serei o único mas não me cabe a mim a acusação, somente a denuncia do lixo na rua.

Lixo na rua em Lisboa - Pedro Rebelo

A denuncia fica feita, aqui, no portal Na Minha Rua da CML e noutros locais que me parecerem convenientes. Agora, a ver vamos no que dá.

2 thoughts on “Lixo na rua. Que Lisboa é esta?

  1. Ah pois, desaparece o vidrão, deixa-se no meio da rua.

    Aqui na minha “aldeia” acontece o mesmo em todas as ruas onde existem contentores individuais vs. contentores de rua.

  2. Em Março e Setembro deste ano enviei email’s sobre o assunto presidente da Junta de Freguesia e recebi as seguintes respostas :
    Março/2015 – “Para responder as questões que me colocou sobre o Pathe.
    Assunto que tenho tentado a sua resolução desde a campanha!
    Já estive com o Proprietário e com a CML a solicitar a remoção da Pala.
    Tenho informação que o Proprietário tem sido pressionado ,para a sua resolução.
    Setembro/2015 – “Infelizmente temos SENSIBILIZADO a CML, para a resolução do PATHE, mas pelos vistos o proprietário que e dono de diversos hotéis na cidade, nada tem feito.
    Todas as semanas falo com a autarquia.
    Acabei de falar com o proprietário.
    Vou agendar de NOVO uma reunião com ele e a CML- UIT-Centro.!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*