Eu sei, eu sei… O Dia do Pai já passou (ainda que eu defenda a ideia de que todos os dias deviam ser Dia do Pai) mas ainda assim, e considerando que tenho um certo gosto em partilhar convosco estas pequenas pérolas da paternidade, fica a nota: Há dias em que nem o Hamlet nos convence. Quando por exemplo somos mais facilmente convencidos com um marcador de livros feito à mão pela filha de 6 anos.

Foi no dia do Pai

“Para ti pai, porque tu lês muito…”.

p.s. O trabalho de casa nesse fim-de-semana foi: Dar muitos miminhos ao pai. E ela deu… Sem se cansar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*