Estava em conversa com outro satisfeito utilizador de um Nokia E71 sobre as aplicações que tinha recentemente instalado no telemóvel quando este me pergunta se as instalei no cartão de memória ou no próprio telemóvel. Respondi que no telemóvel.

20081128_205154_350D_4828

Desde o meu primeiro telemóvel Nokia com sistema Symbian e cartões de memória que sempre fiz a mesma coisa no que a instalação de aplicações se refere: No cartão telefone. E nem era por nenhuma razão em particular mas sim por hábitos de utilizador informático. Desde há muito que sempre que instalo um qualquer computador faço pelo menos duas partições no disco: Uma para o sistema e aplicações e outra para dados. Limitei-me a seguir a mesma lógica.

As aplicações para os telemóveis que funcionam com sistema Symbian nunca foram muito grandes  e a somar a isso, a capacidade interna dos telemóveis tem vindo sempre a aumentar como tal sempre me pareceu não haver qualquer razão para mudar a estratégia: Sistema e aplicações de um lado, dados do outro.

Há várias teorias que referem ser o acesso às aplicações mais rápido quando instaladas no telefone assim mas efectivamente essas dão trabalho a comprovar mas no entanto existe um argumento básico e que facilmente espelha uma boa razão para instalar as aplicações na memória do telefone e não no cartão.

Nos dias que correm é bastante fácil encher um cartão de memoria de 2 ou 4 gigas com música, filmes ou outros documentos. É igualmente fácil um utilizador ter por essa razão mais do que um cartão de memória (eu tenho e conheço mais quem tenha). Ora instalar aplicações num cartão de memória que eventualmente vamos tirar do telemóvel para substituir por outro onde tem a discografia completa do José Cid não me parece que dê muito bom resultado principalmente se enquanto estiver a ouvir O Foxtrot da Lili quiser aceder a umas das aplicações que instalou no outro cartão.

8 thoughts on “Instalar aplicações no E71: No cartão ou no telefone?

  1. A minha experiência em telemóveis Symbian S60 grita-me sempre uma coisa ao ouvido: nunca, mas mesmo nunca instalar na memoria do telemóvel a não ser que não haja alternativa.

    Isto vem dos tempos da minha N-Gage, altura em que o raio do sistema tinha uma falha de design absurda (que não quero arriscar a testar se ainda existe ou não). Basicamente aqueles telemóveis (7650, N-Gage, 3650…) deixavam de arrancar quando a memoria interna ficava cheira. Tinham o famoso Ecrã Branco da Morte quando isso sucedia, ou seja ao ligar o telemóvel ficava o ecrã branco e nem dizia Nokia. A solução era um reflash do firmware do telemóvel.

    E sim, habitualmente os programas na memoria do telemóvel funcionam muito melhor do que no cartão (a memoria que vem no aparelho é mais rápida do que a maioria dos cartões no mercado e em alguns dispositivos, principalmente os mais antigos, o próprio leitor deixa a desejar) mas considerando que é possível uma aplicação impedir o normal funcionamento/arranque do telemóvel dá sempre jeito poder simplesmente tirar o cartão de memoria para resolver rapidamente a situação.

    As vantagens em instalar no cartão são, a meu ver, muito mais significativas do que os modestos ganhos de velocidade em instalar na memoria do telemóvel.

    Fica só a sugestão :)

  2. Reconheço os argumentos aqui travados, sim.

    Há um bom motivo no entanto para instalar aplicações no cartão que não foi aqui referido. Se mudares de telemóvel, é só retirar o cartão de um e colocar no outro – não é preciso reinstalar aplicações. Estou-me aqui a lembrar do tomtom navigator e de mais umas quantas.

    Also, no caso distante de uma instalação correr mal e te bloquear o telefone de tal forma que seja impossível retirá-la a bem, é uma questão de retirar o cartão, metê-lo num leitor externo e apagar a folder da aplicação.

    (Há no entanto um conjunto de aplicações que lidam com o sistema – compressor zip, file manager, etc) que mantenho no telefone, para poder tê-las à mão, qualquer que seja o cartão que esteja a usar…

  3. Só instalo no telemovel os programas ditos essenciais… um explorer e o leitor multimedia… de resto vai tudo para o cartao…

  4. Eu dantes instalava o “essencial” no telemóvel e o resto no cartão de memória (isto num HTC com windows mobile).

    Agora tive a repor as configurações de fábrica e instalei TUDO no cartão!

    O telemóvel fica bastante mais lento se não tiver alguma memória livre para o seu próprio funcionamento :o\

    Hugz,
    Luís

  5. Boa tarde,
    Eu tenho o Nokia E71,recentemente detectei o seguinte. Na últimas vezes que desliguei o telm e o volto a ligar, a data que aparece no visor adiante 2 dias. Alguém sabe me explicar o porquê?

    Obrigado.

    Cumprimentos,
    Ricardo Reis

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*