A novela Barclays a dar que falar

Aos senhores da Brand Protect (que ultimamente visitam o browserd.com com tanta dedicação) e outros que tais já aqui anteriormente referidos, deixo um conselho: Sugiram aos vossos Clientes que, antes de mais tratem os problemas com celeridade, honestidade e transparência.

Dessa forma estarão a fazer pelas marcas que representam mais do que qualquer agência de disaster recovery poderá alguma vez fazer. Como?

Problema resolvido, desastre evitado.

Partilhe:Facebook0Google+0Twitter0LinkedIn0Pinterest0Email

Sobre o Pedro Rebelo

A escrever na Web, sobre a Web, a Vida, o Universo e tudo o mais desde... Bem, desde há muito, muito tempo. Da família ao Social Media, das simples curiosidades aos temas da Web Strategy, de tudo um pouco...

Subscribe

Pedro Rebelo noutras paragens. As Redes Sociais são muitas e cada uma delas tem os seus méritos...

, , ,

3 Responses to A novela Barclays a dar que falar

  1. sergio rodrigues August 7, 2008 at 11:53 #

    estarei atento ao evoluir de tudo isto… estamos a caminhar para um mundo de impunidade e de uma “selvajaria” estúpida incompetente. Promete-se tudo, mas tudo não passa de nada. O mais seguro é voltar ao tempo, do dinheiro vivo debaixo do “colchão”, dos telefones fixos pretos de discar e de como entre muitas coisas, voltar ao tempo dos nossos antepassados de que os contratos eram feitos em “papel digital invisível”… “a palavra” a honra da palavra e do compromisso. Só mais um “recuerdo”… as batalhas de guerra eram feitas em campo aberto e neutro… quem as fazia, também ía combatê-las, não agora, que se escondem com moços de recados pelo meio…

  2. Carlos Vale October 26, 2011 at 16:24 #

    Exmo. Sr.

    Dado o Barclays dedicar a uma reclamação de meu filho um comportamento exactamente igual ao que lhe dispensa, levou-me a procurar hoje na internet
    “algo” que o ajudasse a sair deste impasse.
    Passo a descrever muito sinteticamente – Querendo amortizar antecipadamente um empréstimo; em Janeiro deste ano informaram-no que o saldo em dívida era de 2.222,86 euros (Inf. da Func. Natacha Diniz). Em 27/01/2011 negociou e entregou 1.400,00 (Func. Filipe Florêncio). Procederam à revisão da prestação baixando-a e em Maio pretendendo liquidar o remanescente voltou a perguntar qual o saldo e pasme-se era de 868,61, quando em Janeiro 2.222,86-1.400,00= 822,86.Claro que continuou a pagar a prestação devida.

    E é partir daqui que o Barclays já com 4 cartas escritas não explica, fazendo-se estúpidos às perguntas que lhe são dirigidas.

    Não vejo melhor rótulo para colocar ao Barclays do que aquele que encontrou “FALTA DE VERGONHA”.

    Quanto ao Banco de Portugal, também o corroboro. 1º o assunto foi comunicado no site do BP, resposta 0. Depois telefonei foi-me dado um email, fiz nova reclamação esperei … esperei até que em Julho passado recebi uma carta informando que iam averiguar. Como não resisti a responder a 2 cartas do Barclays entretanto recebidas, das tais que nada explicam, aproveitei para as enviar ao BP bem como a minha resposta. Feed-back do BP = 0

    Hoje, meu filho recebeu outra carta do Barclays que mais uma vez não responde às perguntas que lhe foram colocadas.

    Cumprimentos

Trackbacks/Pingbacks

  1. Resultados do Google para Barclays Bank: perdas de milhar de euros - Marketing de Busca - August 12, 2008

    […] que o Barclays esteja preocupado e tenha até no terreno uma agência de gestão de reputação – a Brand Protect. O Barclays Bank perde muito dinheiro por causa dos resultados do Google e continuará a perder […]

Leave a Reply

*