Há alguns dias atrás eu a a Xana assistimos aos 20 episódios de Lost. Foi quase uma maratona (nada comparado ao nosso fim-de-semana de 24 episódios da primeira season de 24 mas na altura ainda não havia nenhuma Patricia a gatinhar pelo chão da sala). Porque é que o fizemos? Em 1º lugar porque nós gostamos mesmo da série e em 2º lugar porque o pudémos fazer. E como, se a RTP ainda só vai no 10 ou 11 episódio? Com o advento do DivX, dos leitores de DVD DivX Compatibles, da banda larga e de algumas comunidades de p2p. Sinto-me mal por causa disso? Não. Não é como se eu estivesse a rippar um DVD ou algo do género. É mais como se eu tivesse deixado o VHS lá de casa (como seu eu tivesse VHS) programado para gravar hoje ás tantas horas e nas próximas 20 semanas também, de forma a que eu possa assistir ao programa (gravado com direito a publicidade e tudo) que de outra forma não iria ver pois estou a trabalhar e a contribuir para os impostos.
Agora a questão moral: Tendo em conta que nada me proibe (que eu saiba) de gravar o programa que passou hoje pelas 15 horas de forma a que o possa ver logo pelas 23, será moralmente questionável (ou legalmente púnivel) que eu grave o programa que passou ontem pelas 20 horas (do outro lado do mundo mas eu posso ser uma pessoa de vistas largas não?) e que passará daqui a 6 meses outra vez (numa qualquer estação entre Lisboa e Carnaxide) para o ver amanhã pela noitinha?

2 thoughts on “Séries, DivX, Sofá e Moral…

  1. Boas Paulo e bem vindo cá ao sitio. É bom saber que anda por cá gente conhecida. Vê lá o Lost. Saca desde a 1ª série (usa o emule vai por mim) e não te vais arrepender. Mas toma atenção que aquilo é muito mais do que o que parece à primeira vista…
    Um braço.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*